segunda-feira, 30 de março de 2015

Portaria Nº 47 - Mais Médicos

PORTARIA Nº 47, DE 20 DE MARÇO DE 2015

Divulga o resultado do processamento eletrônico da seleção de municípios, na terceira chamada, pelos médicos formados em instituição de educação superior brasileira ou com diploma revalidado no Brasil, inscritos para os Programas de Provisão de Médicos do Ministério da Saúde, nos termos do Edital/SGTES nº 02, de 15 de janeiro de 2015.

A SECRETÁRIA DE GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO NA SAÚDE - SUBSTITUTA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 55, do Anexo I do Decreto nº 8.065, de 7 de agosto de 2013, e considerando os termos da Portaria Interministerial nº 2.087/MS/MEC, de 1º de setembro de 2011, no âmbito do Programa de valorização do Profissional da Atenção Básica (PROVAB) e da Portaria Interministerial nº 1.369/MS/MEC, de 8 de julho de 2013, no âmbito do Projeto Mais Médicos para o Brasil, resolve:

Art. 1º O resultado do processamento eletrônico da seleção de municípios, na terceira chamada, pelos médicos formados em instituição de educação superior brasileira ou com diploma revalidado no Brasil, inscritos para os Programas de Provisão de Médicos do Ministério da Saúde, nos termos do Edital/SGTES nº 02, de 15 de janeiro de 2015, encontra-se disponível no http://maismedicos.saude.gov.br.

Art. 2º Nos termos do subitem "8.2.1" do Edital/SGTES nº 02, de 15 de janeiro de 2015, o médico selecionado nos termos do artigo primeiro dessa Portaria deverão comparecer ao município nas datas previstas no cronograma publicado no endereço eletrônico http://maismedicos.saude.gov.br e apresentar-se ao gestor municipal portando o Termo de Adesão e Compromisso em duas vias e os documentos exigíveis nos termos do Edital/SGTES nº 02, de 15 de janeiro de 2015.

Art. 3º Os médicos poderão comparecer aos municípios para validação da vaga pessoalmente, ou através de procurador munido de instrumento particular de procuração com firma reconhecida e documento de documento oficial de identificação do procurador, portando dos demais documentos de que trata essa Portaria.

Art. 4º Conforme subitem "8.2.4" do Edital/SGTES nº 02, de 15 de janeiro de 2015, o médico selecionado que não se apresentar no Distrito Federal ou Município para fins de validação da vaga no prazo será excluído da seleção e sua vaga será disponibilizada para à chamada seguinte.

Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.



ALÉXIA LUCIANA FERREIRA

terça-feira, 24 de março de 2015

Novo Fluxograma para ampliação da Atenção Primária





Para melhor visualização, clique na imagem!

Notícias - Leptospirose


A Coordenação de Prevenção e Controle de Zoonoses divulga Informes Epidemiológicos sobre a Leptospirose

Para acessá-los clique nos links abaixo:

Informe Epidemiológico SE 08
https://drive.google.com/file/d/0B9CcVWVHFApGc2c4TWtoLU5WWWpuTWRRaFdnVG9lSW5mRGk0/view?usp=sharing

Informe Epidemiológico SE 09
https://drive.google.com/file/d/0B9CcVWVHFApGWUxLdnBfekJ5OE56Vi1QdmJZRFV4VVpQZmZn/view?usp=sharing

Informe MS






DAB realiza o V Fórum Nacional de Gestão da Atenção Básica

19/03/2015


O Departamento de Atenção Básica (DAB/SAS/MS) realiza, entre os dias 25 e 27 de março, a quinta edição do Fórum Nacional de Gestão da Atenção Básica. Tendo como tema Atenção Básica mais acessível, cuidadora e resolutiva, o evento reunirá convidados da gestão da Atenção Básica dos estados e capitais, departamentos do Ministério da Saúde, Conass, Conasems e universidades parceiras.
O Fórum terá início no dia 25/03, no Grand Bittar Hotel - Setor Hoteleiro Sul, Quadra 5, Bloco A, Asa Sul, Brasília - às 10 horas, com um bate-papo pré-fórum que ofertará orientações sobre aquisição de equipamentos e a estratégia Requalifica UBS. No período da tarde, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, fará a abertura apresentando a conferência “O SUS, as redes e a Atenção Básica hoje”. A programação segue até o dia 27, com mesas redondas e grupos de trabalho que abordam movimentos possíveis a partir dos resultados do PMAQ, passos e estratégias para a implantação do e-SUS AB, além da temática central do evento, abrindo diálogo e escuta qualificada sobre os temas em debate. Uma carta que aponte diretrizes para a Atenção Básica e subsidie a revisão da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) é um dos produtos esperados ao final do Fórum. 

Informe MS







Caderneta da gestante já está disponível para uso e sugestões

18/03/2015

A Caderneta da Gestante é um instrumento fundamental para o registro das informações de acompanhamento da gestação e deve ser parte essencial do processo de trabalho dos profissionais de saúde, sendo utilizada em todas as consultas do pré-natal.
As informações inseridas na caderneta podem apoiar o profissional no diálogo com a gestante e nas ações de educação em saúde, e ajudam a gestante a esclarecer dúvidas, se preparar para o parto e a amamentação, conhecer seus direitos, os sinais de alerta, entre outros.
Com o objetivo de avaliar e qualificar as informações presentes na Caderneta da Gestante, bem como auxiliar no processo de trabalho dos profissionais de saúde, o Ministério da Saúde solicita aos profissionais, usuários e gestores do SUS que registrem suas dúvidas, sugestões e impressões relacionadas à nova Caderneta da Gestante em um formulário próprio. Para colaborar, acesse o formulário aqui
Sua participação é essencial para qualificar a atenção e o cuidado pré-natal e garantir que as gestantes tenham acesso a informações adequadas para vivenciarem uma gravidez e um parto saudáveis.
A nova Caderneta da Gestante está disponível em pdf.

Para visualizar a Ficha Perinatal, acesse aqui.

Consulte também a Nota Técnica informativa sobre distribuição da Caderneta da Gestante.

Confira a relação de distribuição da caderneta da gestante por estado.



Notícias - Saúde da População Negra



quinta-feira, 19 de março de 2015

Notícias - Curso EAD

O Ministério da Saúde divulga a segunda rodada do  Curso de Educação à Distância (EAD) “Atenção a homens e mulheres em situação de violência por parceiros íntimos”.
Este curso é uma iniciativa do Ministério da Saúde, via Coordenação Nacional de Saúde dos Homens/CNSH/DAET/SAS/MS, em parceria com a Coordenação-Geral de Saúde das Mulheres/DAPES/SAS/MS e execução do Departamento de Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina e da UNASUS.
O curso é destinado a profissionais da Atenção Básica - modelo tradicional, Estratégia de Saúde da Família/ESF e Núcleo de Apoio a Saúde da Família/NASF - e profissionais de saúde que prestam atenção às pessoas privadas de liberdade.
Seu principal objetivo é que estes profissionais possam reconhecer eventuais situações de violência vivenciadas nas parcerias íntimas, realizando a identificação, o acolhimento e os encaminhamentos adequados no âmbito do SUS.
Ressaltamos que as inscrições para esta segunda turma estão abertas e, até o presente momento, 3000 mil profissionais já passaram por este percurso formativo tão necessário aos que trabalham  nos territórios com o tema da violência.
Acesse o link http://violenciaesaude.ufsc.br/ para conhecer o conteúdo programático, se informar sobre o processo de inscrição e saber detalhes sobre a certificação.